quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

História da Ilha da Madeira

A Madeira, oficialmente designada por Região Autónoma da Madeira é um território português dotado de autonomia política e administrativa através do Estatuto Político Administrativo da Região Autónoma da Madeira, previsto na Constituição da República Portuguesa. A Madeira faz parte integral da União Europeia com o estatuto de região ultraperiférica do território da União, conforme estabelecido no artigo 299.º-2 do Tratado da União Europeia.

Descoberta primeiro pelos Romanos ficou conhecida como as "Ilhas de púrpura", mais tarde o arquipélago foi então redescoberto pelos portugueses, nomeadamente Tristão Vaz Teixeira e em João Gonçalves Zarco 1419, que apelidou a ilha com o nome Madeira devido à abundância desta matéria-prima.

Primeiro, foi descoberta a ilha de Porto Santo (1418), por João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira; depois, a ilha da Madeira (1419), com Bartolomeu Perestrelo, que acompanhava de novo João Gonçalves Zarco.


É um Arquipélago bastante turístico durante todo o ano, devido ao seu clima com temperaturas amenas tanto no Inverno como no Verão e também famoso pelo seu espectacular fogo-de-artifício no reveillon, classificado como o maior espectáculo pirotécnico do mundo na passagem de ano de 2006 para 2007, assim como pelo seu vinho licoroso característico conhecido mundialmente Vinho Madeira, pelas suas flores e pelas suas paisagens com montanhas abruptas, vales verdejantes e floridos, o panorama do mar e das escarpas do litoral e pelas suas praias de areia dourada da Ilha do Porto Santo.

O Arquipélago da Madeira situa-se no Oceano Atlântico entre 30° e 33° de latitude norte, a 978 km a sudoeste de Lisboa. De origem vulcânica, é formado pelas ilhas da Madeira (736 km²), Porto Santo (43 km²), Desertas (14 km²) e Selvagens (18 km2). Só as duas primeiras ilhas são habitadas, constituindo as outras reservas naturais.

O Arquipélago da Madeira, situado na metade norte do Oceano Atlântico, encontra-se a cerca de 700 Km da costa africana, quase à mesma latitude de Casablanca, muito perto do Estreito de Gibraltar. O acesso a esta ilha é realizado através do Aeroporto da Madeira.

Subdivide-se nas duas ilhas principais da Madeira e do Porto Santo e dois grupos de ilhas desabitadas, as Ilhas Desertas e as Selvagens.

A ilha da Madeira possui uma orografia bastante acidentada, sendo os pontos mais altos o Pico Ruivo (1.862 m) e o Pico do Areeiro (1.818 m). A costa Norte é dominada por altas arribas e a Oeste surge uma região planáltica, o Paul da Serra (1.300-1.500 m).

A ilha do Porto Santo, por outro lado, tem uma constituição geo-morfológica completamente diferente à da ilha da Madeira. Muito plana, apresenta um revestimento vegetal ralo com solos pobres pouco aptos para a agricultura. Possui uma praia de areia fina e dourada com 9 Km de extensão de origem orgânica (cálcario) ao contrário das praias de Portugal continental que são de origem siliciosa (inorgânica)e constitui uma estância de turismo cada vez mais explorada regionalmente, nacional e internacionalmente. Esta ilha apresenta alguns picos, sobertudo a norte, sendo o Pico do Facho (517m) o ponto mais alto.